PDF or EBOOK (Prelúdio) ☆ Anton Stark

  • Paperback
  • 400
  • Prelúdio
  • Anton Stark
  • Portuguese
  • 23 February 2020
  • null

Anton Stark ï 4 Summary

Prelúdio Summary ✓ 104 Sombras manipulando os destinos do reino com jogos de poderStephan Kallistos é atirado à força para o comando de um regimento destroçado após uma esmagadora derrota da Confederação A promoção não lhe agrada de todo De facto o avanço na carreira pode revelar se terminalDo Norte Gelado os Crentes lançam se uma vez mais contra os hereges do sul e uanon da Chama avança com os seus irmão. Tendo o trabalho deste escritor j cruzado o meu radar em contos publicados online e em revistas tinha algumas expectativas elevadas uanto a este Prel dio ueria perceber se a eleg ncia liter ria e a solidez da constru o de mundos ficcionais ue noto nos contos escalava bem para algo com mais f lego Uma das coisas ue me intrigou ao l los foi o parecerem fragmentos de algo mais elaborado Num livro h mais espa o para o desenvolvimento de ideiasAp s a leitura o ue surpreende a not ria ambi o da obra N o se trata de uma hist ria contida nos limites de um livro antes o primeiro de uma trilogia proposta Este lado ambicioso ao mesmo tempo uma virtude e um embara o A tarefa n o f cil Stark cria e estabelece um mundo ficcional muito coerente cheio de pormenores intrigantes e de vasta amplitude largo panorama ou tabuleiro de jogo onde poder dispor as pe as ue entender Estabelece as diferentes linhas narrativas de uma teia complexa ue neste primeiro volume t m poucas intersec es aparentes E aui ue as coisas se embara am um pouco Sabemos ue h aui pano para mangas espa o para continuidade narrativa mas ser ue vir o a existir um segundo e terceiro livros ue sigam com as aventuras deslindem as intrigas e nos ofere am uma conclus o para as tribula es do azarado e levemente inepto espi o Alleth fio condutor das intrigas ue torneiam a vontade de um reino em dominar os seus vizinhosOs ventos de guerra percorrem a terra de Eos Dominada por um aristocrata de ambi o desmedida o reino de Amorslea move se para dominar os seus vizinhos S o os ex rcitos da confedera o Gunnlander uem mais tem sofrido a press o das espadas e dos robots a vapor amorsleanos O conflito alastra envolvendo uma ordem mon stica de cavaleiros e atrav s das mauina es dos nobres amorsleanos uma ra a de homens lobo ue nada mais uer do ue viver em paz nas suas terras Neste turbilh o move se Alleth mercen rio e espi o ao servi o dos servi os secretos de Amorslea cujos objectivos nem sempre s o n tidos mas ue revela uma divertida in pcia nas suas miss es Est sempre em apuros e invariavelmente capturado Este Alleth n o pode ser acusado se ser nenhum BondN o sendo um livro perfeito agradou me muito Mesmo para um assumido desconhecedor do ue se faz em fantasia pica como eu perceberam se no livro as influ ncias ue animaram o autor A curiosa mistura de medievalismo com steampunk funciona se n o formos puristas dos g neros e soubermos apreciar as delicadas bizarrias das zonas de fronteira Neste uadro conceptual o livro est muito no limite do euil brio entre influ ncias liter rias e a voz do imagin rio do autor como at de esperar de uma jovem voz ue est em franca forma o O anglicismo do t tulo um bvio indicador desta ambival ncia ue no entanto ao longo do livro se estabelece com firmeza para o lado do imagin rio pessoal O estilo liter rio o ue esperava do autor mas ou obrigado a assinalar ue tem bastantes momentos ue precisariam de melhor afina o Tamb m algo ue vai melhorando ao longo do livroHonestamente o ue me chateia neste livro chegar ao seu final e ficar sem conclus o Est prevista mas estamos em portugal pa s pouco motivador para a publica o de fic o de g nero e esperemos ue Stark insista melhorando nesta trilogia Admiro a ambi o narrativa um risco muito grande corrido pelo autor ue se nem sempre se sai bem no c mputo geral bem conseguida As descri es intrigam e encantam as das cidades fervilhantes de vida e do exotismo ue associamos a este g nero ficcional ou das batalhas ue formaram na minha mente um misto de soldados setecentistas com armas medievas e enormes robots a vapor Os personagens assumem se dentro dos estere tipos da fantasia pica distinguindo se um vulpino comandante pela complexidade com ue est retratado Neste primeiro volume frustrante seguir fios narrativos ue s se ir o enredar na continuidade caso dos monges marciais ue n o colidem com as restantes linhas da hist ria No global foi uma leitura interessante Ambiciosa nem sempre bem conseguida a mostrar o peso das influ ncias iconigr ficas e a precisar de alguns retoues estil sticos Mas depois de terminada as imagens mentais suscitadas pela sua leitura persistem e continuam a intrigar a imagina o Se houver segundo volume c estarei para apreciar a continua o das aventuras no mundo ficcional de Eos

Free download PrelúdioPrelúdio

Prelúdio Summary ✓ 104 S de templo nas fileiras da frente pronto para a batalhaNeste primeiro volume da saga Downspiral a primeira saga steampunk em português o leitor percorrerá por terra água e ar os territórios dos Reinos de Vapor acompanhado por várias personagens cujos destinos se entrecruzam e mais importante de tudo começará também ele a uestionar se o ue é o Sopro para ue serve e porue tantos o procuram. Com uma prosa muito boa por vezes demasiado a hist ria desenvolve se a um ritmo mais ou menos r pido com bastantes cenas de ac o O maior problema notado foi com as personagens em si Tirando uma excep o ou outra ao longo do texto n o conseguem criar empatia com o leitor falo por mim s transmitindo um pouco mais de emo o e sentimento nos ltimos cap tulos Tamb m senti falta de uma personagem feminina forteuanto revis o precisava de uma mais atenta no ue diz respeito detec o de gaffes Encontrei demasiadas E se h uem diga ue n o se importa para mim como ter uma mosca no prato n o estraga a comida mas d uma impress o p ssimaEm todo o caso foi uma leitura agrad vel ue deixou vontade de descobrir o ue se passar com as personagens no pr ximo livro

Free read ç PDF, DOC, TXT or eBook ï Anton Stark

Prelúdio Summary ✓ 104 Dinheiro É tudo o ue Alleth Vairs necessita e tudo o ue o levou a juntar se ao Serviço de Reconhecimento Amorsleano O trabalho de espião paga bem mas a nova missão pode trazer lhe mais do ue uma recompensa avultada E os deuses dizem são graciososO duue Rehnuist Alvaro sonha com uma Amorslea forte e unida Para se certificar ue certos obstáculos são removidos desse caminho terá ue operar nas. Antes de come ar a minha cr tica vou ter ue fazer alguns disclaimers1 Fui for ada a ler este livro por ter perdido uma aposta com a Moggo Note se ue na altura aceitei fazer esta leitura de bom grado visto ue a alternativa original era ter ue escrever uma fanfic de Twilight Arrependi me grandemente de n o escolher a fanfic2 Parte de mim est intimidada por ser a nica pessoa ue deu uma estrela ao livro V rias vezes uase hesitei duvidando de mim mesma mas a verdade ue n o poderia dar um dois 1 estrela I didn t like it 2 estrelas it s OK Este livro n o est OK a n o ser ue antes de o ler bebesse uns uantos shots de vodka N o uero acusar ningu m de ter dado 5 estrelas por amizade ao autor nem de tentar seguir cegamente a ideia do O ue nacional bom mas os meus gostos n o me permitem dar mais ue 15 estrelas a este livro3 Eu n o tenho grande respeito ou apre o pelo Ant niontonnt o come ando pelo facto ue ele disserta alto e bom som contra vanities e uem nelas publica mas foi ao extremo de criar uma editora para publicar o seu pr prio livro e tamb m o facto de ter acusado uma amiga comum de lhe ter metido gralhas na capa ue ela lhe fez POR FAVOR a correr uando o texto j vinha com erros mas sempre fui capaz de distinguir o meu gosto pelo livro e pela pessoa Vejamos n o suporto o Terry Pratchett mas adoro os livros dele acho a Madalena Santos uma pessoa muito simp tica mas o 1 livro dela das Terras de Corza levou um mero 2 estrelas uando o li4 Leio muito Mesmo muito A minha lista de Read aui cont m menos de metade dos livros ue li toda a minha vida esueci me de muitos dos t tulos outros foram dados outros foram para a faculdade etc logo sou muito rodada nisto Ou seja preciso MUITO para me impressionar Igualmente sou uma roleplayer logo preciso settings picos e worldbuild digno de Tolkien e das Cr nicas de Amber para eu gostar Acredito sinceramente ue para pessoas com menos v cio por ler o worldbuild desta s rie seja fantabul stico Para mim n o e vou trat lo da mesma forma5 N o me interessa ue o Anton seja portugu sovemmigo de amigos Estou a analisar a obra e n o a pessoa Pela vossa rica sa de n o me venham amea ar por ser m ou por estar a atacar o vosso amigo porue ele podia ser a Madre Teresa de Calcut ue ia ouvir as mesmas coisas Pe o um bocado de toler ncia para os meus devaneios nos updates Estava a escrev los enuanto lia logo s o bastante mais emocionais do ue deveriam ser para uma an lise devida6 Prometi a mim mesma ue n o ia atacar gram ticaralhasrros ortogr ficos ue abundavam um grande n mero de outros reviewers j os apontaram e francamente parecia a um ataue demasiado f cilCom estes pontos fora do caminho uero agradecer Ana Ferreira por me ter emprestado a c pia dela uero agradecer tamb m Moggo por me fazer ler este livro E neste caso por agradecer uero dizer arrancar lhe o nariz dentada E por fim uero agradecer outra Ana e Mar por partilharem o tormento comigo sobretudo Ana ue facilitou coment rios sobre os paralelos entre Downspiral e Game of Thrones sei muito pouco do mundo rievros e ela facultou informa es ue eu n o tinhaFui avisada tamb m ue devo preparar me para o autor tentar refutar ponto a ponto todas as minhas cr ticas Ei enuanto n o for amea ada como a Ruiva foi pelas fangirls do Soberba Tenta o estou bemEDIT Aparentemente um ter o dos status updates ficou comido nesta view da critica Para os ver todos ent o cr tica em si decidi fazer uma cr tica geral se uerem saber exactamente os detalhes leiam os meus status updates escritos enuanto lia N o h forma de o por gentilmente eu n o gostei deste livro Nada Nem seuer chegava ao n vel do Filho de Odin ou Soberba Tenta o ue sim s o piores mas pelo menos eram estupidamente divertidos com nfase no estupidamente Ri me ue nem perdida a l los mas n o este livro ue era pretensioso ma udo e MUITO MUITO aborrecidouem me conhece sabe ue em princ pio n o gosto de fantasia medieval logo para eu gostar tem ue ser muito boa Isto coloca a minha barra muito alta e a minha toler ncia muito baixa e analiso os livros em tr s categorias Hist riaPlot Personagens Settingorldbuild complementadas pela categoria menor Estilo de Escrita mas j l vamosConsigo gostar de livros ue apenas s o excelentes numa das categorias e muitos dos meus favoritos apenas se destacam numa se bem ue o ideal ue o sejam nas tr s coisa rara mas apreciadaHist rialot Este livro n o tinha uma hist ria bem feita Ali s tinha tantos buracos o pobre plot ue um elefante conseguia saltar entre eles O nosso suposto Protagonista Aleth ue eu carinhosamente apelidei de Alex muitas vezes retirado de cena para dar lugar a informa o personagens e outras cenas ue nada contribuem para o plot central Ali s nem sei bem ual era Supostamente era seguir o Aleth pelas suas perip cias ue se encaixavam sem rei nem roue Acho ue o autor tinha neste livro material para cortar e dividir e escrever mais 3 outros livros um para cada um dos personagens grandes Stephan o Justiciar e o seu Amigo Padre o Lobisomem etc unidos por um fio condutor ue parece me era a demanda de Renuist pelo Sopro um misterioso artefacto ue d vida s m uinas e para se tornar rei Em vez disso temos cenas desconexas com pouca rela o entre elas e grande vontade tive de pegar numa caneta vermelha e cortar a eito Parece me ue o autor est demasiado apaixonado pela sua pr pria escrita para ver ue muitas das coisas poderiam e deveriam ter sido removidasVejamos o plot penso ue vai na linha de Aleth um agente secreto recebe uma miss o ue o envia para um reino onde tem ue fingir ser um nobre e depois roubar algo importante e em seguida completar outra miss o para poder com o dinheiro de recompensa pagar os tratamentos do irm o capturado por agentes inimigos torturado e depois com a ajuda de amigosadr es escapa Note se ue nunca nos explicado como descobrem onde ele est nem como descobrem ue est em perigo O plot parece simples certoDeveria ser Mas n o porue para al m do gigantesco plot holease Deus Ex machina do salvamento do protagonista o plot principal constantemente interrompido por cenas secund rias centradas em personagens ue nada me interessam nem deviam estar ali metidas regra n mero 1 de escrever sideplots os plots secund rios t m ue servirjudarompletar SEMPRE o plot principal ou s o s palha N o uero saber ue vamos saber mais sobre estas personagens no pr ximo livro se n o serve para ESTE livro n o deveria estar auiA Moggo ue leu comigo tem uma opini o ue acho muito interessante e acho muito prov vel a hist ria do Aleth parecia ser uma hist ria anterior ue o autor teria j na mente escrever Mas depois de ler os livros da s rie do Game of Thrones uis tentar escrever no mesmo estilo e por isso tentou for ar essa hist ria para dentro de um mundo game of thrones Como indiuei nunca li GoT e vi apenas alguns epis dios por isso tenho ue seguir as opini es de outros nisso Mas faz um certo sentido Parece haver uma certa dissocia o entre Aleth e o ue o rodeia e o mundo em geral com as suas conspira esolitiuices Aleth parece me mais um her i de Victorianateampunk enuanto ue os outros gritam Fantasia Medieval Em suma uase todas as partes envolvendo os her is secund rios podiam ser cortadas sem afectar em nada o plot centralPersonagensAs personagens s o igualmente fracas Tinham tanta personalidade como uma pedra pomes e soltavam clich s a torto e direito Aleth parecia uase uma personagem de com dia enuanto ue os outros pareciam tirados de Game of Thrones segundo os coment rios da Ana muitas personagens tinham caracter sticas dolorosamente semelhantes indo at ao ponto de terem nomes decalcados directamente de Game of Thrones ue o autor claramente adora Em excessoO nosso protagonista Aleth irritou me de sobremaneira desde o in cio a sua motiva o era clich mas aceit vel Gostei ue se esfor ava pelo irm o em vez da namoradamanteulherbjecto de oscula o Mas o crime maior ue cometia era ser est pido PAra mim Aleth devia ser o aru tipo do trickster algu m ue se safa por esperteza e intelig ncia mais ue por for a ou poder o eterno underdog Em vez disso cai atabalhoadamente em todas as armadilhas e acontecimentos ue sejam necess rios para fazer a hist ria acontecer tomando decis es estranhas e se n o mesmo est pidas Aleth um protagonista passivo ele nunca toma ac o nem faz o plot avan ar pelas decis es ue toma as coisas acontecem lhe e ele apenas reage Bella Swan e outras protagonistas femininas de hoje em dia tamb m sofrem deste problema e ligeiramente estranho ver um escritor homem cair nas mesmas armadilhas ue o ue eu estava convencida era uma mania feminina Stephan um caso estranho Nota se desde o momento em ue ele entra ue ele o Tyrion deste autor por isto digo o personagem ainda ue n o principal ue o autor usa como proje o para o mundo do livro No in cio gostei dele apesar de ser o f finho do autor Mas conforme o tempo ia passando e mais via o Jon Snow nele e me apercebia ue ele apenas estava ali para satisfazer o ego ao autor e para nada realmente servia comecei a desencantar me E depois ele ordena ao seu subalterno por uem se estava a sentir atra do ue se dispa apesar do rapaz estar claramente desconfort vel Eu sei ue se calhar estou a ser um bocado sens vel e ue a cena era suposto ser rom ntica mais tarde Stephan oscula lhe a m o Sexy mas abuso de autoridade sobretudo para ass dio sexual um dos meus trigger buttons ue me faz entrar em berzeker mode e a partir daui nunca mais consegui perdoar ao personagemO vil o nem era assim t o mau s ueria ser rei e tendo em conta ue o rei era uma besta acho ue ia ser uma melhoria Certo ele ordenou uma s rie de chacinas mas todos os outros her is tinham as m os manchadas de sangue por isso n o consegui odiar tanto o senhor Alvaro como devia e chegou a um ponto ue ueria mesmo ue ganhasseOs personagens secund rios e os extras s o fracos N o t m uase personalidade nenhuma e por conseu ncia misturava lhes os nomes TODOS J n o sabia uem eram os bons os maus os assim assim Dava me a impress o ue o autor se tinha de tal forma apaixonado pelo seu settingorldbuild ue achava ue s com isso podia escrever um livro descurando plot e ainda mais personagens O love interest do Aleth chegava mesmo a parecer bipolar amo te traio te bato te enuanto ue os personagens do templ rio e do padre e do lobisomem Magnus me eram totalmente indiferentes Podiam viver ou morrer ue n o me importavaSettingorldbuildEsta a parte mais forte do livro Nota se o trabalho massivo do autor e a paix o excessiva ue este tem por ele Infelizmente n o assim muito bom as inspira es s o ou t o batidas ou bvias ue n o consigo achar nada ue me interesse Gosto ue o meu steampunnk seja mais ue s Setting de Fantasia Chapa 4 com mechs visivelmente inspirados por Final Fantasy e alguns elementos tecnol gicos metidos ao barulho E depois temos a incongru ncia constante o n vel da tecnologia suficientemente avan ada para ter revolveres e armaduras de combate a vapor mas temos guardas de um museu a fazer rondas de tochas na m o psssst velinhas j existiam na nossa Idade M dia Debaixo da sua cobertura de novidade temos p ssaros montadas ue s o apenas Chocobos Lobisomens ue s o Escoceses Dothraki Cidades com os nomes de cidades Middle earth at a ideia de trazer m uinas vida me lembra de um anime ualuer etc Ou seja este mundo nada mais ue uma manta de retalhos reaproveitada e repintada com elementos de outros livros e mundos O Setting politico em si ser o mais original mas francamente sou uma roleplayer Sempre ue mestro um jogo ue n o venha com este tipo de coisas pr feito eu tenho ue fazer o mesmo e depois de ler settings pol ticos como o de Legend of the Five Rings World of Darkness 7th Sea ou Houses of the Blooded etc este algo ue em nada me impressiona ou interessa Novamente o mal pode ser meu porue sei ue o leitor m dio n o como euAdmito sim ue um trabalho massivo e isso ter sempre o seu valor ainda ue eu tenha perdido muito tempo com o jogo Find the Reference mostrando ue o mundo n o t o original como poderia ser ou o autor n o assim muito bom a esconder as suas fontes Note se ue isto apenas confirmado pelo facto ue no site dedicado ao mundo do livro Os Mundos De Eos a entrada sobre os uiposhocobos ilustrada por um screenshot tirado de Final Fantasy 11 cortado e editado para ter o olho roxo o ue tenho a certeza ilegal visto ue isto n o um fansite e sim o site oficial de uma s rie de livros A partir do momento ue nomes ideias criaturas tecnologia s o t o livremente utilizados eu passo a ver isto mais como algo perto de ser fanfiction um trabalho claramente amador e n o como algo criado para ser um mundo originalEstilo de EscritaN o Os erros e gralhas n o me interessam Sim apanhei v rios mas j estava avisada e deixei passar Por um lado tenho pena do autor o portugu s das l nguas mais belas uando bem escritas infelizmente preciso ser se um mestre para escrever bem portugu s ualuer infeliz ue tente escrever em tuga sem ser um g nio vai dar se mal O autor n o um g nio logo a escrita dele manca esuisita e nada atraente por muitas palavras caras ue nos atire cara a tentar esconder este facto Oscular por exemplo Canto obscuro E muitas outras A prosa vai do verde ao purpura com uma facilidade de meter medofor ando nos a ler linhas e linhas sobre t picos desinteressantes como o porto as fachadas de casas etcOutra coisa ue me fez ranger os dentes o facto ue o livro ainda ue escrito em portugu s soe freuentemente a mal traduzido do ingl s Como Bom o autor parece ter um certo fetiche pela lingua inglesa aportuguesando palavras e express es como Chave esueleto em vez do tuga Chave mestra e at caindo em False Friends como Compassompasso em vez do tuga B ssula Como algu m ue uma devota angl fila entendo fasc nio mas n o a niveis em ue o livro parece ue foi atrozmente traduzido de uma l ngua estrangeiraAcho ue se este autor tentasse mais procurar o seu estilo pessoal ue me parece ue est ali algures sob as camadas de JRRMartin Wannabe e parar de se apaixonar tanto pelo o ue escreveu e ter coragem de kill his darlings e deixar de fugir dos beta readers e da ideia de revis o poder tornar se um bom autor Todo este livro me soube a First Draft a precisar de revis o massiva uer a n vel de estrutura personagens e por favor di logo N o acho ue deva desistir tem potencial etc etc mas francamente se eu perder outra aposta e tiver ue escolher no futuro ler o livro 2 ou escrever fanfic er tica de Teletubbies fico me pela fanfic Acho ue sofro menos assimPor fim tenho ue dizer ue isto ser o primeiro livro de Steampunk portugu s n o exactamente correcto porue pelo ue sei um dos uatro livros da Madalena Santos passa se num setting revolu o industrialteampunk e foi publicado muito mais tempoPor falar nisso n o posso recomendar este livro para entrar nas listas de fantasia nacional a ler Se uerem algo melhor dentro do mesmo g nero virem se para a s rie Terras de Corza da Madalena Santos s li o primeiro livro e at foi aceit vel e muito superior a este Toda a gente ue leu os outros me garante ue como o primeiro livro foi escrito uando ela tinha 16 anos ainda n o estava no seu melhor e ue os livros ue se seguem s o muito mais interessantes e complexos Se esse o caso sem d vida ue ser uma melhor escolha para leituras de fantasia made in Portugal